silveirasemfoto.com

Rua da Tijuca - Silveiras/SP (Década de 1940)


Fazenda dos Cardoso - Década de 50



















Antiga Fazenda Boa Vista, propriedade de Israel de Paula Cardoso e Amália Müller Cardoso.
Israel nasceu dia 8 de dezembro de 1871, festa de Nossa Senhora da Imaculada Conceição e Amália nasceu dia 4 de setembro de 1892, festa de Nossa Senhora Consoladora.
Uniram-se em matrimônio na antiga Basílica de Nossa Senhora Aparecida em 1911.

CONHEÇA SILVEIRAS

Silveiras, antigo rancho de tropeiros, desenvolveu-se no século XIX com a introdução do café no Vale do Paraíba. Em 1842, foi elevada à vila e, vinte e dois anos depois, à cidade.
O município é o primeiro do Estado de São Paulo a se transformar em Área de Proteção Ambiental. Está localizada na rodovia dos Tropeiros (antiga Estrada São Paulo - Rio de Janeiro).

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS


Procissão de São Benedito  Vale caminhar pela Trilha da Independência (1822), conhecer as Trincheiras (1842/1932), cadeia de Euclides da Cunha, etc. Em busca de tudo isso é que os turistas têm vindo para essa pequena cidade. O município se propõe à ser um parque temático sobre o Tropeirismo onde você encontrará: A Estrada dos Tropeiros, a Praça da Matriz, a Estátua do Tropeiiro, o Rancho, o Cemitério, o Campo de Futebol o Tropeirão, o Casarão da Prefeitura Municipal, a Praça Ex- Combatentes de 32, o Portal , nossa culinária tropeira, além da recepção do povo da cidade, sempre acolhendo os interessados nesse assunto fascinante que é o Tropeirismo.

O Silveirense



Artigo: Lia Amália Cardoso Rocha.


Resultado de imagem para o silveirenseHerdeiros de tropas e ranchos, descendentes de tropeiros que aqui fixaram residência, o silveirense é um anfitrião nato. Festeiro, acolhedor e hospitaleiro, por séculos recebeu as visitas em “rodas de conversa”, enquanto fazia artesanatos em madeira, tricô, crochê, couro e telas. Tudo isto, ouvindo uma boa música e se servindo dos quitutes preparados pelos donos da casa. Até hoje, nunca se recebe alguém sem lhe oferecer algo para comer ou beber. Sair da casa de um silveirense ,sem ao menos beber um cafezinho coado na hora e ouvir, ao menos três vezes que “ainda é cedo”,, é considerado falta “de consideração”.

Retratos do Vale destaca a cultura tropeira da cidade de Silveiras

Com o objetivo de reconhecer, valorizar e divulgar a cultura vale-paraibana, a Fundação Olga de Sá realiza mais uma edição de “Retratos do Vale”, que no ano de 2014 teve como foco Silveiras, cidade conhecida por sua tradição tropeira. Artesanato, café e almoço tropeiros, roda de viola são algumas das atrações.

O CASARÃO DO CAPITÃO MANOEL JOSÉ DA SILVEIRA



O que se sabe é que Silveiras quando não dava café dava heróis. Já em 1842, quando era freguesia e queria ganhar título de vila, veio a revolução liberal nascida em Sorocaba e sufocada pelo Duque de Caxias. A batalha final foi na entrada da cidade, onde hoje se ergue um cruzeiro que singularmente homenageia os dois lados: Caxias o legalista; e o tenente Anacleto ferreira Pinto, chefe de um punhado de liberais silveirenses.

Silveiras

Silveiras

Nossa História

Nossa História

Advogados

CONHEÇA SILVEIRAS

Silveiras , a ntigo rancho de tropeiros, desenvolveu-se no século XIX com a introdução do café no Vale do Paraíba. Em 1842, foi elevada...

Acesse aqui

Acesse aqui
Digite o nome da pessoa ou negócio que procura em SILVEIRAS SP:

Páginas